Andrey Roca é selecionado para participar da 14 Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba - Polo SC

November 4, 2019

Pensando sempre nas relações humanas e em seus impactos, Andrey Roca inscreveu dois de seus trabalhos da série Fronteiras para a 14 Bienal internacional de arte contemporânea de Curitiba, uma das maiores e mais respeitadas Bienais do Brasil, seus dois trabalhos aceitos para a exposição foram Grenze e Alhudud, esses trabalhos mostram o sentimento de algumas pessoas que por questões alheias a suas vontades foram obrigadas a deixarem aquilo que chamavam de lar e tiveram que se adaptar e percorrer uma longa, perigosa e degradante jornada em busca de uma nova vida.

 

Com o conceito “Fronteiras em aberto” de Adolfo Montejo Navas e Tereza de Arruda, o evento visa estabelecer reflexões sobre a relação entre sujeitos e espaços.

Em 2019, a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba entra em sua 14º edição e anuncia publicamente seu conceito curatorial, assinado pelo espanhol Adolfo Montejo Navas e pela brasileira residente em Berlim (Alemanha) Tereza de Arruda: “Fronteiras em Aberto” é o título que alinhava a edição, colocando o tema fronteira em discussão. Com data marcada para acontecer do dia 21 de setembro de 2019 a 01 de março de 2020, a proposta temática é um diálogo com a nova situação de refronteiras e desfronteiras do mundo atual, com a desconstrução das noções de fronteiras físicas, as transformações que elas sofrem no decorrer do tempo a partir das relações mutantes entre sujeito e espaço, procurando uma nova cartografia simbólica, de novos sinais.

Seguindo uma tradição construída em anos anteriores, esta edição ocupará numerosos espaços da capital paranaense, incluindo diversas instituições e centros culturais, além de galerias de arte e espaços públicos. Fora de Curitiba, a Bienal amplia ainda mais suas sedes com exposições em outras cidades do Paraná e do Brasil, como Florianópolis (Santa Catarina) e Brasília (Distrito Federal). Em Brasília, uma exposição será inaugurada no dia 13 de novembro de 2019 no Palácio Itamaraty (sede do Ministério das Relações Exteriores do Governo Federal) integrando a 11ª Cúpula do BRICS, que este ano é sediada no Brasil, com a presença de Chefes de Estado e Chefes de Governo. A programação geral contemplará a participação de artistas dos cinco continentes, com destaque para artistas de países membros do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Além da programação no Brasil, a Bienal prevê a organização de mostras de arte contemporânea em outros países, a partir de cooperações com instituições internacionais. Na América do Sul, Argentina, Paraguai e Uruguai; na Europa, França, Suíça e Rússia.

A Curadoria.

( Fonte Site oficial da Bienal)

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

October 5, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!